segunda-feira, 14 de novembro de 2005

provérbios...

1 expõe-me com quem deambulas e a tua idiossincrasia augurarei.
diz-me com quem andas, dir-te-ei quem és

2 espécime avícola na cavidade metacárpica supera os congéneres revolteando em duplicado.
mais vale um pássaro na mão, que dois a voar

3 ausência de percepção ocular insensibiliza órgão cardial.
olhos que não vêem, coração que não sente

4 equídeo objecto de dádiva não é passível de observação odontológica.
a cavalo dado não se olha o dente

5 o globo ocular do proprietário torna obesos os bovinos.
o olho do amo engorda o gado

6 idêntico ascendente, idêntico descendente.
tal pai, tal filho

7 descendente de espécime piscícola sabe locomover-se em líquido inorgânico.
filho de peixe sabe nadar

8 pequena leguminosa seca após pequena leguminosa seca atesta a capacidade de ingestão de espécie avícola.
grão a grão enche a galinha o papo

9 possuir o monarca no baixo ventre.
ter o rei na barriga

10 quem movimenta os músculos supra faciais mais longe do primeiro, movimenta-os substancialmente em condições excepcionais.
quem ri por último ri melhor

11 aquele que aguarda longamente, atinge o estado de exaustão.
quem espera desespera

sai um pastelinho de bacalhau...

3 comentários:

Paulo disse...

gostei do monarca no baixo ventre...

só me lembra de dizer isto:

"obeso! obeso! obeso! desloca-te até este espaço que nós manufacturamos-te o orgão fotossintético das plantas!"

Hugo disse...

Este post ate me faz me faz lembrar aquela célebre musica:

Assemelham-se a hostes de passeriformes alforriados de cativeiro … os indivíduos de tenra faixa etária!

Lótus Azul disse...

Só pra ver se percebi a mecânica:

"Quem é alarve por bué de cenas, perde as cenas todas com uma grande pinta."

para: quem tudo quer, tudo perde.

É mais ou menos isto, mas com palavras caras, não é?