terça-feira, 11 de outubro de 2005

autárquicas...

ah pois é... once again, lá foi a menina assentar o traseiro nas cadeirinhas tamanho xs da escola primária do bairro mais próximo. assentar o traseiro, que é como quem diz, passar uma data de horas de pé, que me calhou a presidência de mesa novamente, porque a pessoa inicialmente responsável por tal desistiu à última hora e às 9 da noite do dia anterior ao acto eleitoral telefona-me a senhora da junta ou da câmara responsável por essas coisas... e a menina, agora à beira do desemprego, disse logo que sim. afinal sempre eram 70 órios e a segunda-feira de folga...
assim, por volta das onze da noite fui buscar os boletins de voto e tudo o mais de material burocrático-necessário para o afanado dia seguinte.

confesso que até estava com alguma curiosidade, talvez para confirmar aquilo que a minha intuição já me dizia antes das sondagens: que aqueles candidatos cuja idoneidade estava em causa teriam o apoio popular e que a nossa querida (????) sociedade deveria estar a braços com uma qualquer crise de valores...

uma coisa é certa, nunca tinha estado numa votação, naquela mesma escola, tão concorrida! pena mesmo era um dos elementos escrutinadores ter alguma!!! dificuldade com os números e não conseguir apreender, no período de tempo disponível, o número de eleitor prestes a esconder-se atrás da cabine de voto... valeu-nos o vice-presidente de mesa a fazer de ama seca e um dos delegados das listas que estavam afectos à nossa mesa para fazer ali uma perninha na mesa. só isso é ilegal!!, porque os delegados não podem integrar a mesa. resultado, uma reclamação por parte do outro delegado (da lista mais directamente concorrente), apesar do mesmo compreender a pouca utilidade do nosso escrutinador, que conhecia toda a gente (ouquase) que lá ia votar. aquela reclamação não aqueceu nem arrefeceu, até porque não tínhamos muito mais hipóteses viáveis no imediato. não tenho culpa que a senhora que deveria ser a secretária daquela secção não tenha metido os presuntos na sala nem avisado com a antecedência necessária para se arranjar substituto.

para trazer um pouco de interesse às consecutivas horas de dever cívico, tive oportunidade de ver dois dos moçoilos mais interessantes da minha secundária. um parecia um agarrado, que só me apeteceu dizer opah, tu vê lá se comes!, o outro tinha sido a minha paixão platónica dos tempos de escola. a adolescência é tão engraçada...

claro que uma reclamação nunca vem só e o camarada delegado saltitante de sala em sala deu por que o nosso vice-presidente não pertencia àquela freguesia, o que está contra a lei eleitoral, e escreveu uma reclamaçãozinha curiosa em que pedia a anulação daquele acto eleitoral.
pois é, mas o caro camarada tinha tido dois dias em que o edital com a constituição da mesa afixado à sua disposição para consultar e reclamar junto do juiz da comarca. novamente, temos pena! a chatice é que as reclamações e afins têm que constar em acta... e sem secretário, sobrou para mim, que era a única pessoa que alguma vez tinha estado naquela segarrega. deve ser, provavelmente, a acta mais alternativa do concelho.

eu sei que vocês se estão para aí a roer de comichões por causa das mensagens nos votos nulos. só uma ainda estou a reflectir!. nada digno de real nota.

para rematar o dia estupendamente cansativo, inventaram desta vez que teria que ser a polícia a ir buscar os boletins de voto contados... como houve enganos nalgumas mesas, só havia um carro para as 47 assembleias de voto e os presidentes de mesa tinham que assinar um recibo, livrei-me daquela salganhada às doces 23horas... podem imaginar como deitava faíscas pelos olhos...

o que vale é que tive grande parte da tarde de ontem para por a quadrilhice feminina em dia :D

sai um pastelinho de bacalhau...

7 comentários:

Paulo disse...

e não queres elaborar nessa quadrilhice? ;)

grao_de_po disse...

feminina diz-te alguma coisa? :P

raites disse...

conta mas é as mensagens nos votos nulos. Mandaram-te para onde? o que é que chamaram à mae dos candidatos? e mais essas coisas interessantes.

Paulo: já devias saber que a conversa feminina vai parar sempre a mamas e tampões :P

Hugo disse...

Ja tou a ver o teu futuro! :D
Vais ser presidente da junta!! E uma representacao edonea aposto... ou sera hedonica? ;P

grao_de_po disse...

os votantes daquela mesa eram pouco inventivos... uma tristeza...
tirando aquela mensagenzinha, só riscos. pintores frustrados, é o que é...


prlesidentle da jxunta só com umas garrafinhas no bucho *sorriso podre*

Paulo disse...

mamas e tampões? não foi isso que um passarinho me sussurrou...

grao_de_po disse...

lá estás tu a ser crente no cabrão do perú bêbedo...

:]