terça-feira, 15 de setembro de 2009

E o prémio Darwin vai para...

Vou aproveitar uma pausa na escrita da tese para vos contar uma história surreal que se passou recentemente aqui em Silwood Park.
Aqui os alunos de mestrado têm um deadline para entregarem as suas teses, e a última semana antes da data dá sempre azo a situações caricatas (como esgotamentos nervosos), mas o que se passou este ano ultrapassa os limites do lógico...
Quando chegámos de umas mini férias na Escócia tinhamos um mail do "dean" do campus, a dizer que um aluno tinha sido apunhalado de madrugada por dois individuos não identificados, aqui dentro do campus. A policia estava a averiguar o que se passava, mas não adiantaram com grandes pormenores. No dia a seguir falei com o gajo da segurança, que lá me disse "I shouldn't be telling you this, but...", e que se desbocou todo e contou que afinal o gajo tinha-se apunhalado a ele próprio. Quê? Bem, ele não me adiantou mais pormenores, mas fui falar com as minhas fontes que vivem nos "students' halls", e lá me contaram o que se passou. Parece que o rapazinho estava tão stressado com a tese, que decidiu apunhalar-se a ele próprio com um (vá, não se riam) descascador de batatas... quando estava no hospital acabou por "confessar" que tinha inventado aquela história toda para poder ter mais tempo para escrever a tese. Pois, sim, parece-me uma alternativa viável; quase perder um rim e ter mais tempo para a tese (que afinal não deve ser assim tanto), ou entregar a merda da tese de mestrado seja lá como for? Uhm, escolha dificil...
Uns dias depois recebemos outro mail do Dean, a dizer que tudo tinha sido um acidente, que não havia problemas de segurança no campus, e que desejava as melhoras para o Sven... era excusado terem dito o nome do rapazinho, mas pronto...

Uhm, tenho que inventar outra história para ter mais tempo para entregar a tese, porque nesta já ninguém vai acreditar...

3 comentários:

grao_de_po disse...

ahahahahah!
prometo que se me lembrar de uma desculpa irreal e não plausível, partilharei.

paulo disse...

realmente muito bom. ainda estou a pensar como é que uma pessoa se consegue apunhalar com um descascador de batatas. no mínimo, só perde umas peles...

Hugo disse...

Ainda por cima não soube executar a tarefa correctamente...

Podes sempre tentar a desculpa de ter tirado um dente cariado com um saca-rolhas... ou ter lascado o crâneo ao cortar o cabelo com uma faca eléctrica... são exemplos que me ocorrem... assim de repente.