terça-feira, 2 de junho de 2009

Oh my Greek god party!!

Este sábado tivemos o prazer (?) de estar presentes numa festa que vai para sempre ficar na memória de Silwood Park (para quem não sabe, é o sitio onde estou a fazer o doutoramento, supostamente muito conhecido em biologia). Passo a contar:

O aquecimento começou na 6a à tarde/noite, numa churrascada de despedida para um espanhol "completely crazy" (o que a malta do grupo dele chama uns aos outros) que se mudou para a Suécia. Tudo começou bem, depois houve muito alcool e acabámos no relvado a jogar jogos de crianças, desde o "1, 2, 3, macaquinho do chinês", que em inglês se chama "what is the time, ao "stuck in the mud", que consiste em tentar evitar ser apanhado, pois se fores apanhado só podes ser "salvo" se outro membro da tua equipa passar por entre as tuas pernas... depois houve um jogo de futebol, apesar de ser ja bastante escuro e de estarmos a ser comidos pelos mosquitos.

No sábado esteve um dia porreiro e fomos curar a ressaca para Windsor, onde pela primeira vez comi num restaurante grego, chamado "Latino" (? Grécia, Latino ???). Ah, claro, um dos gajos que andava a servir à mesa era português...

Rapidamente se aproximava a festa mais desejada do ano... a festa de despedida de um colega grego (do mesmo grupo que o espanhol), em que o tema era os deuses gregos. A ideia era que cada pessoa escolhesse um deus/deusa ou qualquer outra personagem da mitologia grega e fosse vestido em concordância com a sua personagem. Eu fui de Edafagia (deusa da gula) e o Joaquin era o Dionisio (do vinho). Havia todo o tipo de personagens, desde Caos, Artemesis, Hestia, Nix, Aquiles, Iris, Prometeus e o "host" da festa o Ganimedes (escravo sexual de Zeus... ah, e diga-se que este rapaz é gay assumido). Vinho para aqui, cerveja para ali, vinho em cima da roupa, musica, comida, enfim, um dia normal no monte Olimpos... até que o "Ganimedes" (que na realidade queria que a festa fosse uma orgia) se lembrou de ir buscar umas cuecas tipo "wonderbra" (ver aussibum.com para mais pormenores) e começar a pedir aos rapazes que as experimentassem. Obviamente, o primeiro a oferecer-se foi o Joaquin, e digo-vos que aquela merda realmente pões os ditos no sitio... mas não ficou por aqui, porque o "Ganimedes" aproveitou-se da situaçao e também teve que apalpar o Joaquin! Bem, depois as cuecas "rodaram" por quase todos os rapazes (que nojo, ainda bem que o Joaquin foi o primeiro), e o "Ganimedes" continuou tão contente a apalpar a tomatada de todos! Bem, acho que aquele gajo nunca vai lavar aquelas cuecas!

Pouco depois decidimos ir para casa, não fosse a coisa descambar ainda mais!

E é assim que se sobrevive a um doutoramento; com alcool e uma grande dose de loucura!

Aqui ficam algumas fotos, mas não muitas para não comprometer ninguém...


Dionisios, Edafagia e Chaos, no quintal da minha casa

Reparem no pormenor da minha pança...

4 comentários:

grao_de_po disse...

heheheh. muito bom!!!
de facto o joaquin está c ar de deus do vinho (ia dizer baco, antes de ler o post, m esse é o romano!)
já te informaste com os convivas resistentes se houve mais pormenores sórdidos?
lol

Inês disse...

ehehehe
Lindo! Era disso que eu precisava por aqui. Uma cambada de malucos para alinhar nas minhas maluqueiras. :)
Ora aí está uma ideia para um festa este Verão...

Pedro disse...

Assino por baixo, alcool, mais alcool e uma potente dose de... loucura, loucura! Mas aqui na holanda há mais opções.

Cat disse...

HAHAHAHA

Essa de o tal do Ganimedes ter de comprovar a qualidade da bela da cueca é demais... Feliz por, pelo menos, uma noite! Nem quero pensar no cheiro das ditas no fim da nightada ;)