terça-feira, 30 de dezembro de 2008

A crise dos trinta antes de me transformar em abóbora, menina

Ora chegado aos trinta (xiiii!) deu-me para me armar em sinhor e todo lampeiro lá fui sentar a peida no barbeiro pois a época festiva assim o exige. E sinhor que é sinhor não se limita a um corte de cabelo. Não, barba e cabelo fáchavor que o look à JC estava a ficar demodé ainda antes de chegarmos a 2009.
Sentado na cadeira do costume, cai-me a melena mais do que madura pois a idade e os genes (esses cabrões que tudo justificam, se não temos a selecção natural) não perdoam. Passado ao second round fiquei a achar que a sequela interminável SAW era para meninos de coro. Tinha acabado de me sentar na cadeira de Sweeney Todd! E se o dito era eficiente com as suas vítimas, este energúmeno esgalhou-me as goelas durante uns longos 45 minutos!!!
Para abreviar uma longa história de tortura, acabei degolado por diversas vezes, com a cara a arder depois de várias aplicações do lápis de nitrato de prata (prática ancestral ou ancestralmente desactualizada) e com a camisa (branca por sinal!!) com que ia jantar com umas belas manchas sanguíneas!! A cereja no topo (da filhós oleosa e velha) foi o belo do after-cut etílico e com cheiro a mortos para procissão…
Isto tudo porque me deu para actualizar o look para a passagem de ano. Razão tinha uma voz sábia amiga quando me disse que ia passar a meia-noite em casa, aconchegado, a dar doze badaladas na namorada!!

3 comentários:

grao_de_po disse...

bom, no sábado já estavas refeitinho =)

raites disse...

E para a próxima o trintão vai parar dentro de uma empada :D

Hugo disse...

Empada de carne velha não presta! Mas já uma bela empada de carninha tenrinha com lábios rechonchudos!... Mham, mham!!