quinta-feira, 2 de junho de 2005

Vida de cientista

Ter ou nao ter jeito para a ciencia

Como alguns de voces sabem eu tenho como companheira de estagio uma tuga de Braga e entre nos as duas ca nos vamos amanhando com a ciencia, o problema parece ser que os peixes estao todos contra nos. Parece que tudo nos acontece... desde nao termos obinhoses para injectarmos... depois de injectados os obinhoses morrem todos.... ou durante a injeccao matamos nos mais uns quantos... partimos agilhas aos magotes.... ou elas partem-se sozinhas.... O milagre parece ser que conseguimos realmente obter alguns resultados.
Ate ao momento conseguimos criar peixes sem olhos, sem cabeca, sem cerebro, com coracoes XL, sem cauda, com caudas em L e muito mais.
Por isso digam la se temos ou nao jeito para a ciencia ;) !

3 comentários:

grao_de_po disse...

isso não é jeito, é antes uma p*** duma leiteira, é o que é...

vê lá é se fazes umas experiências em privado e nos dás um sobrinho, que há três filhas únicas aqui no cantinho dos dementes...

:)

raites disse...

Começo a por em causa se é boa ideia ela nos arranjar um sobrinho.
Por este caminho, vamos ter um puto com cauda, pelagem colorida, quiçá guelras e a deitar fogo pela boca!

Aguardo com espectactiva :)

Paulo disse...

quer isto dizer que fui promovido de demente para outra coisa qualquer?

quanto ao sobrinho, não sei se já pensaram nisso mas não seria propriamente sobrinho. ao não ser que... bom, não faço prognósticos antes dele ou dela estarem cá fora. de preferência que não relinche, é só o que peço.

saudações cordiais a todos por esse mundáfora!

(eu até seria capaz de tecer umas considerações sobre a vida de cientista, mas acho que é melhor fazê-las noutra altura...)