quarta-feira, 2 de fevereiro de 2005

O meu primeiro cagalhao...

O que??? Nao se pode dizer estas coisas aqui?!?!?! Peco mil desculpas, nao sabia, mas agora ja fiz...
Bem, tendo ja dado cabo da minha primeira contribuicao para a terapia de grupo, vamos a ver se salvo a honra do convento...
Descobri hoje o segredo para aumentar a longevidade (mantendo a actividade e independencia fundamentais a uma existencia digna...). Ou melhor, nao descobri, foi-me explicado. Assisti a uma conferencia intitulada: "Old, Cold, and Hungry: Worm Tricks for a Longer Life". A famosa minhoquinha C. elegans mostra-nos que a restricao calorica lhes aumenta a esperanca media de vida em cerca de 100%. Estudos em humanos indicam que uma reducao na ingestao de calorias para cerca de 60% da dieta "normal" (a reducao e' em calorias, nao em quantidade de comida), aumenta consideravelmente a esperanca media e a qualidade de vida. Se nao gostam da ideia de passar fome constantemente, ha um estudo, em humanos, que mostra que uma dieta em que se alternam dias de jejum total com dias de consumo normal de alimentos e' tao ou mais eficaz no aumento da esperanca de vida como a restricao calorica. Numa outra experiencia com a minhoquita (hmmm, vou deixar passar esta...), reduzir a temperatura a que elas vivem (de 25C para 15C) aumentou a vida de uma delas ate aos 103 dias (normalmente vivem 20-25 dias)!
Portanto, canalhoes... toca a emigrar pro Polo Norte e a comer dia sim, dia nao. O meu novo lema e' "OLD, COLD AND HUNGRY". Viva o conforto!

sai um pastelinho de bacalhau

2 comentários:

Paulo disse...

nem velho, nem frio, nem mesmo com fome... live fast, die young à la James Dean. e é verdade, uma dessas experiências foi feita por um tuga (mas entretanto já deixou a ciência, porque depois de um artigo na Science pôde reformar-se à vontade...)!

who wants to live forever, anyway?

[mais um aparte, o C.elegans ou worm ou verme ou minhoca ou aquela coisa esquisita que se mexe toda nas caixas de Petri enquanto come alarvemente as E.coli não é propriamente muito parecido com o homem... para já, é hermafrodita ou macho, logo não há gajas pra ninguém. depois não tem bracinhos, logo não há bolachinhas. e por último tem as células contadas (939 se não me engano) e são sempre as mesmas. onde é que está a piada do bicho? pode até viver para sempre mas é muito mas muito boring!! e é por isso mesmo que é um grande modelo biológico... end of the on the side]

raites disse...

Bem, eu confesso, eu própria formulei uma teoria deste género depois de ter visto "o Pianista", e afinal parece que até tinha alguma razão...